Pessoas com deficiência em situação de rua são acolhidas em São Paulo

grupo de 11 pessoas com deficiência, quatro deles em cadeiras de rodas, posam para a fotografia

Publicado em: 12/03/2019


Embora abandonar ou agredir pessoas com deficiência seja crime previsto da Lei Brasileira de Inclusão (Lei No 13.146/2016), a violência contra estas pessoas é um drama recorrente nas ruas de todo o Brasil. Para minimizar essa situação, a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social de São Paulo, conta com um serviço de acolhimento especial, que promove inclusive com recolocação profissional.

Além de oferecer habitação e orientação para jovens e adultos com deficiências leves e moderadas, em 74 moradias inclusivas, localizadas em 67 municípios, o serviço oferece atenção multidisciplinar à saúde e do suporte de rotina. Os abrigados, dez em cada moradia, têm as suas características e competências avaliadas e, sempre que possível, são encaminhados para o mercado de trabalho, através da Lei de Cotas.

De acordo com a Secretária de Desenvolvimento Social, Célia Parnes, é papel do Estado garantir serviços assistenciais para proteção social. “Na ausência ou na fragilidade da relação familiar cabe ao Estado proteger os mais vulneráveis”, afirma.

Se você vir alguma Pessoa com Deficiência na rua na sua cidade, ligue para:

Denúncias em todo o Brasil: Disque 100

Cidade de São Paulo: Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência: Rua Brigadeiro Tobias, 527, tel: 11 – 33113380/81/83

Texto: Adriana do Amaral

Voltar para Notícias