Unicamp lança livro digital gratuito sobre reforma trabalhista

Imagem com fundo verde. Acima, está escrito em vermelho: o trabalho e a reforma trabalhista (2017), abaixo tem a imagem da capa de uma carteira de trabalho e previdência social, com um efeito de imagem que faz com que ela fique pouco nítida do lado direito. Logo abaixo, está escrito em vermelho e caixa alta: organização: José Dari Krein, Marcelo Manzano, Marilane de Oliveira Teixeira, Patrícia Rocha Lemos.

Publicado em: 24/06/2021


Obra avalia os efeitos da contratação flexível, a normalização do teletrabalho e os direitos dos trabalhadores com deficiência.

Por Fátima El Kadri

No dia 28/06, o Centro de Estudos Sindicais e Economia do Trabalho (Cesit) do Instituto de Economia da Unicamp lança o livro “O trabalho pós-reforma trabalhista (2017)”, organizado por José Dari Krein, Marcelo Manzano, Marilane Oliveira Teixeira e Patrícia Rocha Lemos, em parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Rede de Estudos e Monitoramento Interdisciplinar da Reforma Trabalhista (Remir). 

A reforma trabalhista de 2017 flexibilizou as formas de contratação,  gerando impactos na economia, no mercado de trabalho e na dinâmica da estrutura ocupacional das empresas, inclusive na contratação de pessoas com deficiência.

Em 2 volumes, a obra explica como se deu essa reforma (lei 13.467 de 2017), desde a sua concepção até os impactos das mudanças dessa legislação. O capítulo 15 do volume 1 é dedicado a discutir o papel das negociações coletivas e os direitos dos trabalhadores com deficiência.

Trata-se de um extenso trabalho de pesquisa, que teve a colaboração de pesquisadores do trabalho de várias instituições brasileiras, sob coordenação do Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho do Instituto de Economia da Unicamp (Cesit-IE/Unicamp), da Rede de Estudos e Monitoramento da Reforma Trabalhista (REMIR) e do Ministério Público do Trabalho (MPT). 

O lançamento do livro “Trabalho pós-reforma trabalhista (2017)” acontecerá de forma virtual no dia 28/06, às 18h, no Youtube do Instituto de Economia da Unicamp, mas o material já está disponível para download gratuito neste link

Voltar para Notícias