AMPID emite Nota sobre contratação de Trabalhadores com Deficiência pela CAIXA

em fundo azul, arte mostra a logomarca (brasão dentro do mapa do Brasil) do lado esquerdo superior ao lado da sigla AMPID, escrita na cor branca. Abaixo, também em branco, a frase Nota de Esclarecimento. A arte tem detalhes em tons de azul

Publicado em: 25/06/2019


Repercutindo o anúncio oficial da Caixa Econômica Federal que divulgou a contratação de dois mil trabalhadores com deficiência como uma reafirmação do “olhar especial do governo para as Pessoas com Deficiência”, a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Idosos (AMPID) emitiu documento informando “a verdade dos fatos”. A Nota de Esclarecimento, justifica que a seleção, na verdade, resulta do cumprimento de processos judiciais que garantiram a contratação de concursados não convocados.

O presidente e a vice-presidente da AMPID, Alexandre Alcântara e Maria Aparecida Gugel, emitiram o documento no dia 19 de junho alegando que o posicionamento da entidade foi impulsionado para esclarecer a população. Resumindo, a Nota de Esclarecimento afirma que “a CAIXA deve cumprir os comandos das decisões do Tribunal de Contas da União e do Tribunal Regional do Trabalho, nada mais. Não se trata de benesse política de governo ou da diretoria da estatal, mas do cumprimento das leis brasileiras na forma do comando das decisões ” .

A CAIXA assinou um TAC –Termo de Ajustamento de Conduta- com o Ministério do Trabalho no ano de 2008. Segundo a nota, os novos contratados tiveram de buscar na justiça o direito de assumirem os seus cargos, conquistados através de concurso público realizado em 2014.

Texto – Adriana do Amaral

Leia a íntegra da nota em:

Voltar para Notícias