Campanha da ONU promove os direitos dos jovens com deficiência

em fundo rosa, oito desenhos coloridos representando jovens com uma ou mais deficiências de mãos dados

“Eu existo e sou uma pessoa como você”. Com esta frase, a Organização das Nações Unidas pretende chamar atenção para a realidade dos jovens com deficiência. A meta é que os jovens sejam aceitos “como são” e tenham oportunidade de inserção na sociedade a partir das suas habilidades e competências.

“A deficiência não reconhece cores políticas, a deficiência é de todos e de todas, daqueles que têm alguma deficiência e dos que não têm deficiência”, alertou a enviada especial do secretário-geral da ONU para deficiência e acessibilidade, María Soledad Cisternas, durante o lançamento da campanha no dia 11 de janeiro, na capital do Chile. Mais o que reduzir a exclusão, a ONU espera mobilizar para combater a realidade abusiva sofrida pelo jovem com deficiência.

De acordo com as Nações Unidas, um bilhão de pessoas convivem com uma ou mais deficiências, em todo o mundo.  Ao promover o reconhecimento das vozes, opiniões e habilidades dos jovens com deficiência, a campanha pretende garantindo autonomia através de oportunidades baseadas em seus potenciais individuais.  “Falar dos direitos desses meninos, meninas e adolescentes não é uma questão de favores, mas sim, de direitos. E portanto, (é um tema) absolutamente necessário”, acrescentou Cisternas.

Saiba mais em:

https://nacoesunidas.org/onu-lanca-campanha-na-america-latina-sobre-direitos-dos-jovens-com-deficiencia/

Texto: Adriana do Amaral

Voltar para Notícias