Cegueira não limita talento e ator brilha no palco

Cena mostra o ator vestido de calça cinza e camiseta vermelha de mangas longas. Ele está sentado de pernas cruzadas, sobre um tapete vermelho, com o telefone celular nas mãos

Publicado em: 26/02/2019


Padrões de normalidade. Este é a essência da peça teatral Um Homem Comum, estrelada pelo ator com deficiência visual, Edgar Jacques.  O texto fala sobre amizade, confiança e sexualidade. Em cena, o ator mostra que limites não existem, ou podem ser superados.

Com apenas 3% da acuidade visual, Jacques ficou cego depois que sofreu um acidente doméstico, aos três anos. “Tive que ir criando as minhas possibilidades de trabalho. Tudo era a primeira vez. Eu fui só o segundo aluno na escola inteira a ser cego, então, fui cavando espaços, testando e errando.”

O ator destaca que não espera – e não quer- condescendência. “Qualquer coisa que se faça, as pessoas acabam elogiando, pela deficiência exposta e não pela atuação. Então, comecei a falar: ‘se estiver ruim, me fala. Eu preciso ser bom no que estou fazendo, é minha profissão’. E me cerquei de profissionais que exigiam de mim”, disse o ator à reportagem, que pode ser lida na íntegra através do link:

Texto: Adriana do Amaral

https://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2019/02/05/ator-cego-estrela-peca-em-que-debate-sexualidade-tive-de-criar-meu-mercado.htm?cmpid=copiaecola

Serviço:

UM HOMEM COMUM

Local: Teatro WEST PLAZA – Sala Laura Cardoso Endereço:

Endereço: Av. Antártica, 408 – Água Branca – São Paulo, SP

Quando: Até 27 de feveirero, todas as quartas-feiras

Horário: 20h30min Ingressos: de R$ 20,00 a R$ 60,00

Voltar para Notícias