Centrais sindicais lançam compromisso com o Trabalho Decente da Pessoa com Deficiência

grupo de sindicalistas posam para foto durante visita ao Memorial da Inclusão, tendo a frente dois bonecos sentados em suas cadeiras de rodas

Publicado em: 04/04/2019


Sob o testemunho da Diretora de Relações Senior do Escritório de Atividades para os Trabalhadores (ACTRAV), da OIT – Organização Internacional do Trabalho -, Faustina Mukazi Van Aperen, sindicalistas brasileiros traçaram um plano com estratégias de ações inclusivas para estimular a inclusão e o Trabalho Decente no ambiente laboral. Dentre elas: iniciativas de formação e capacitação para dirigentes sindicais e trabalhadores com deficiência, fortalecimento dos órgãos de inspeção à inclusão de uma política de empregabilidade e representatividade nas Convenções Coletivas de Trabalho dos sindicatos representados.

A carta compromisso “Ação Sindical em Relação ao Trabalho Decente para Pessoa com Deficiência”, redigida coletivamente em 15 de março, inclui um plano para o desenvolvimento de práticas locais, nacionais e internacionais, em parceria com a OTI. O documento foi redigido após cinco dias de trabalho intensos, realizado na sede do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), em São Paulo.

Troca de experiências

A contextualização legal sobre políticas públicas mundiais, o diálogo social e compartilhamento de ações sindicais voltadas para a Pessoa com Deficiência marcaram a semana. Convidados somaram suas experiências com os representantes sindicais à realidade atual da inclusão da Pessoa com Deficiência no ambiente de trabalho, para a busca coletiva de soluções. 

Para debater “Ação sindical e relações institucionais” foi convidada a secretária-administrativa da Câmara Paulista para Inclusão da Pessoa com Deficiência, Ivone Santana, que também representou a Rede Empresarial de Inclusão. O coordenador da Câmara Paulista, José Carlos do Carmo (Kal), que coordenada o Projeto de Inclusão da Pessoa com Deficiência no Mercado de Trabalho Formal da SRTE/SP – Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Estado de São Paulo – participou com os sindicalistas da visita ao Memorial da Inclusão: Os Caminhos da Pessoa com Deficiência, na quinta-feira (21). Franco Groia e Marly dos Santos são cadeirantes e representam os trabalhadores com deficiência em suas bases da CUT em Belo Horizonte e São Paulo. Ambos somaram com as suas experiências pessoais e se comprometeram em multiplicar as ações e cobrar resultados dos colegas sindicalistas. Marly foi taxativa: é importante conseguirmos trazer recursos internacionais para desenvolver ações locais.

Voltar para Notícias