Contrata SP – 9ª edição recebe mais de 900 profissionais com deficiência

Foto das mesas das empresas e mais de 20 pessoas espalhadas no salão da Expo Barra Funda. Funcionários atendem os participantes.
Crédito: Eduardo Jurado (Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência)

Publicado em: 12/11/2019


Ação busca a visibilidade do segmento no mundo do trabalho

Por Lucas Borba

Na última terça-feira (5), ocorreu na capital paulista a 9ª edição do Contrata SP, evento gratuito voltado para a empregabilidade de profissionais com deficiência e reabilitados do INSS. Realizada na Expo Barra Funda e organizada pela Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED), em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET), a ação contou com a participação de mais de 60 empresas, que, juntas, ofertaram mais de 2 mil vagas para diferentes áreas.

Os visitantes puderam se candidatar a oportunidades de aprendiz, estágio (inclusive na prefeitura da cidade), analista de suporte comercial, advogado, professor de Educação Infantil, auxiliar de RH, técnico de enfermagem, entre outras. O evento também incluiu a disponibilização de serviços como a orientação sobre benefícios previdenciários (INSS), dicas de elaboração e cadastro de currículos (Catho), inscrições para cursos gratuitos de qualificação profissional (SER Especial) e informações sobre os direitos e deveres da população com deficiência (Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência – CMPD).

Segundo dados da SMPED e da SMDET, foram 908 pessoas atendidas na ação, cada qual assistida por aproximadamente sete empresas. As edições anteriores, realizadas em diferentes zonas da capital paulista, somam 7.833 atendimentos. Da 1ª a 6ª edição, resultaram 593 contratações. O Censo 2010 do IBGE aponta que, na cidade de São Paulo, vivem quase 3 milhões de pessoas com deficiência, dentre as quais 500 mil fazem parte da população economicamente ativa.

Em entrevista ao site da Prefeitura da Cidade de São Paulo, Marinalva Cruz, secretária adjunta da pessoa com deficiência, afirmou que o Contrata SP nasceu a partir do discurso de que as empresas não encontravam essas pessoas e que não as empregavam por não saber onde elas estavam. “Partindo desta necessidade, no início de 2017 nós começamos a fazer o Contrata SP com esse objetivo, de mostrar para as empresas que existem, sim, pessoas com deficiência, qualificadas e que buscam uma oportunidade de emprego.”, disse Marinalva.

Em 1991, foi sancionada a Lei de Cotas (Lei Federal nº 8.213), determinando que as empresas com 100 ou mais funcionários destinem de 2% a 5% dos postos de trabalho a pessoas com deficiência. De acordo com a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) relativa a 2018, divulgada pelo Ministério da Economia, a capital paulista tem capacidade para empregar 177,3 mil pessoas com deficiência, mas o número de contratações formais referentes ao segmento é de 78 mil.

Voltar para Notícias