Ferramentas de acessibilidade do site da Câmara são testadas por convidados

Cerca de 20 pessoas, entre representantes de instituições e pessoas com deficiência, estiveram na apresentação do novo site da Câmara

Publicado em: 11/08/2016


No dia 7 de julho, o Instituto Modo Parités, responsável pela estruturação e manutenção do site da Câmara Paulista para Inclusão da Pessoa com Deficiência apresentou o novo site, em primeira mão,  à instituições parceiras e usuários com deficiência. O encontro,  realizado na Associação Comercial Fecomerciários teve a abertura proferida por Eunice Aires, responsável por Sustentabilidade e Diversidade na Fercomerciários, e pelo auditor do e coordenador de Inclusão da Pessoa com Deficiência no Mercado de Trabalho na SRTE-SP, MTE, dr. José Carlos do Carmo,  Kal.

As instituições que trabalham com pessoas com deficiência e que participaram do encontro para avaliação de acessibilidade do site foram o Projeto Guri, Derdic e Simbora. Uma das principais avaliadoras do site é Viviane Garcia, que trabalha na Fecomerciários e fez importantes observações para melhoria da acessibilidade para cegos.

Segundo Ivone Santana, diretora do Instituto Modo Parités, o convite para que pessoas com deficiência e instituições que trabalham com a inclusão testassem a acessibilidade do novo site da Câmara seguiu a máxima ‘nada sobre nós sem nós’.

Além das informações pertinentes ao conteúdo do site –  que traz  artigos, entrevistas, cases de Boas Práticas, agendas,  entre outras notícias, também foram apresentadas no encontro as duas ferramentas de acessibilidade disponíveis para os usuários: o Browsealoud e a Hand Talk.

O Browsealoud foi apresentado por Pedro Berti, diretor da empresa Ktalise, responsável pela comercialização do aplicativo no Brasil. Ele mostrou a todos que  a ferramenta é muito fácil e amigável  e oferece desde leitor de tela para deficientes visuais, passando por tradução e ampliação de texto,  até diversas possibilidades de definições de navegabilidade, que podem ser salvas de forma personalizada, para serem utilizadas todas as vezes que o usuário visitar o site.

A introdução ao aplicativo Hand Talk, que traduz texto e voz para a Língua Brasileira de Sinais – Libras, foi feita por Patricia Senise, executiva de contas da empresa.  A Hand Talk é uma ferramenta simples e muito interativa, e conta com o personagem Hugo –  intérprete virtual que além de traduzir, ensina expressões e sinais de palavras em Libras.

“O site é mais uma ferramenta que colabora com a missão de promover iguais oportunidades para a inclusão destas pessoas no mercado de trabalho e, por isso, deve ser um espaço acessível e aprovado pelas próprias pessoas com deficiência”, destacou Ivone.

Se você também quiser avaliar a acessibilidade desse site, envie um e-mail para: [email protected] e envie sua opinião. Desde já, agradecemos por nos permitir melhorar!

 

Voltar para Notícias