Fiscalização notifica mais de 200 empresas em Alagoas

Leandro Carvalho, auditor fiscal do Trabalho em Alagoas, em entrevista para a TV local.

Publicado em: 24/03/2019



Uma audiência coletiva realizada pela Superintendência Regional do Trabalho de Alagoas reuniu 220 empresas que não cumprem as determinações da Lei de Cotas para Pessoas com Deficiência e Reabilitados do INSS (Lei no 8.213/91). Durante uma semana, os responsáveis pelas empresas foram ouvidos e as empresas notificadas.

O auditor fiscal Leandro Carvalho desconsiderou a “suposta justificativa de ausência de candidatos”, usada como argumento pelas empresas e convocou entidades de apoio e assistência à pessoa com deficiência para provar que existem profissionais no mercado e compartilhar os seus cadastros.

Atualmente, 1.900 profissionais com deficiência estão contratados formalmente em Alagoas, mas se a legislação estivesse sendo cumprida este número chegaria a 8.000 Pessoas com Deficiência. Entre os empregados, o empacotador Gleibs Almeida, que se considera o salário “um grande incentivo” para pessoas que têm o desejo de trabalhar. “Com esta renda eu ajudo a minha família, pois tenho esposa e filhos”, disse.

Representando a Feapaes (Federação das Apaes) de Alagoas, Lisandra Correia, provou que há o número suficiente de Pessoas com Deficiência no Estado para cumprir a Lei de Cotas. “Elas podem não ter o segundo grau completo, mas têm habilidades”, disse à reportagem de uma equipe de televisão local.

Já a analista de Recursos Humanos, Márcia Coimbra, de uma rede de supermercados, atestou os resultados positivos da inclusão laboral: em 2017 eram 21 Pessoas com Deficiência contratados e hoje este número multiplicou-se para 90. Segundo ela, os funcionários com deficiência ajudam na comunicação com os clientes com deficiências. O quadro de funcionários conta com pessoas com deficiência auditiva, física, intelectual, mental e visual.

Confira a reportagem no link:

http://g1.globo.com/al/alagoas/altv-2edicao/videos/t/edicoes/v/200-empresas-sao-notificadas-em-al-por-nao-cumprirem-lei-das-cotas-para-pcd/7481427/

Voltar para Notícias