Governo do São Paulo abre 15 vagas para jovens com deficiência intelectual

Fotografia mostra o governador de São Paulo, João Dória assinando o documento que aprova a contratação de jovens com deficiência. Três pessoas observam

Publicado em: 01/08/2019


Após formar parceria com a APAE, o governador do Estado de São Paulo, João Doria, assinou, em 17 de julho, no Palácio dos Bandeirantes, autorização para a contratação de 15 jovens autistas e/ou com Deficiência Intelectual. Segundo ele, trata-se do primeiro passo que pretende estimular nos municípios e empresas privadas a contratação de pessoas que convivem com deficiência mental/intelectual em todo o Estado.

Para o Governador, é preciso vencer a discriminação e trazer para o quadro de funcionários pessoas com deficiência, que “possam trabalhar e produzir com a mesma sensibilidade que todos os demais.”

Com jornada de trabalho de seis horas, os jovens aprendizes terão garantidos os direitos da CLT –  e ainda uma aula semanal e suporte de treinamento profissional pela APAE. Também, acompanhamento de uma equipe interdisciplinar que atuará em parceria com o Departamento de Recursos Humanos do Palácio dos Bandeirantes.

Completando, o presidente da Apae, Cássio Clemente, afirmou que a pessoa com deficiência “padece de olhar, ousadia e empreendedorismo que é tão transformador.”

Cassio Clemente, presidente do Apae a Pessoa com Deficiência e com Transtorno do Espectro do Autismo  “padecem do olhar, ousadia e empreendedorismo que é tão transformador.”  O objetivo é abrir milhares de vagas, promovendo a inclusão através do trabalho.

Voltar para Notícias