Jovens autistas protagonizam série de canal fechado de TV

Desenho de um menino acenando com a mão e sorrindo. Atrás dele há um céu azul, sol, nuvens e arco-íris, e o texto: Conheça o Pablo!

A visibilidade das pessoas com deficiência, síndromes e transtornos é importante para a inclusão. Conhecer as diferenças desde criança contribui para que a sociedade seja mais inclusiva, e todas as pessoas sejam vistas por seu conjunto de características, e não apenas pela deficiência.

Jovens com Transtorno do Espectro Autista (TEA) viraram protagonistas de uma série dedicada às crianças, “Pablo: O Pequeno Herói com Autismo”. Muito além de entretenimento, a ideia é divulgar e incentivar a inclusão de pessoas com TEA.

A produção deu o exemplo, pois o desenho é estrelado, executado, e dublado por jovens autistas, que se inspiraram na própria realidade para elaborar o roteiro.

Os episódios foram escritos de forma colaborativa e, às experiências vividas, originais, foram adicionadas pitadas de criatividade. Além da reflexão sobre a realidade que envolve o autismo, o resultado são histórias divertidas e interessantes.

O herói

O menino Pablo, autista, tem apenas cinco anos e sabe envolver o espectador com sua inteligência e criatividade. Na ficção, os desenhos do protagonista ganham vida e, explicam os produtores, “transformam desafios diários em aventuras fantásticas para enfrentar o mundo real”.

Pablo: O Pequeno Herói com Autismo estreou no dia 23 de janeiro, no canal Nat Geo Kids, numa iniciativa do Núcleo Autismo e Realidade, do Instituto Pensi. O desenho também pode ser assistido pelo Youtube ou pelo App do Nat Geo Kids.

Nota: O TDA – Transtorno do Espectro Autista caracteriza-se, na maioria das vezes, pelo comprometimento da capacidade de comunicação e socialização. O diagnóstico costuma ser efetuado em torno do segundo ao terceiro ano de vida da criança.

Texto: Adriana do Amaral

Voltar para Notícias