Lei de Cotas do Brasil será apresentada em congresso na Alemanha

Descrição de Imagem: Fotografia do Dr. José Carlos do Carmo, conhecido como Kal. É um homem com cabelos curtos e grisalhos e usa óculos Ele está palestrando e segurando um microfone, vesta uma camisa branca de manga comprida e um colete de lá cinza.
Dr. Kal do Carmo, no vídeo a seguir, considera que o preconceito é a pior barreira para a inclusão da pessoa com deficiência no mercado de trabalho. E afirma que as empresas perdem muitos talentos por praticar esses preconceitos.

Publicado em: 26/02/2017


A Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência celebra o seu 10º aniversário com vários questionamentos, entre eles “Que desenvolvimentos e mudanças têm realizado?”,  e quão “aberto, inclusivo e acessível é o mercado e o ambiente de trabalho para pessoas com deficiência?”

No congresso “Direito ao Trabalho para Pessoas com Deficiência – Perspectivas Internacionais – que se realizará de 8 a 10 de março de 2017 na Universidade de Kassel, na Alemanha, especialistas de todo o mundo discutirão essas e outras questões sobre a prática da inclusão. Dr. José Carlos do Carmo (Kal), auditor e coordenador estadual do Projeto de Inclusão da Pessoa com Deficiência do Ministério do Trabalho, é um dos palestrantes convidados e, no dia 8 de março, às 15h15 (horário local), irá proferir a palestra “A importância da Lei de Cotas para a inclusão de pessoas com deficiência no Brasil”.

No dia 9, Dr. Kal ainda participa do workshop “O papel da saúde ocupacional e social na reabilitação e inclusão profissional e empresarial” juntamente com a médica alemã, Dra. Gabriela Förster (Disputa Trabalhista, Comitê de Saúde Ocupacional, VW Baunatal), e a moderação do debate ficará a cargo do Prof. Dr. Gamze Güzel-Freudenstein (Ciências da Enfermagem e da Saúde, Universidade de Ciências Aplicadas, Fulda, Alemanha).

A conferência é organizada pela Associação de Pesquisa de Direitos Sociais e Política Social (Universidade de Kassel, Universidade de Ciências Aplicadas Fulda), em cooperação com o Centro Internacional para o Desenvolvimento e Trabalho Decente (Universidade de Kassel) e Universidade de Ciências Aplicadas da Alemanha.

O evento  tem patrocínio do Ministério Federal Alemão do Trabalho e Assuntos Sociais. A língua do Congresso será o alemão, com tradução simultânea para o inglês. Haverá intérpretes de linguagem gestual e áudio descrição.

Segundo Dr. Kal, o evento “contribuirá para dar uma nova perspectiva global às pessoas com deficiência, sobre seus respectivos direitos humanos a um trabalho decente”.

Agenda:


The Right to Work for Person with Disabilities – International Perspectives

(Direito ao Trabalho para Pessoas com Deficiência – Perspectivas Internacionais)

Data: 8 a 10 de março de 2017
Local: Universidade de Kassel, Alemanha

 

Por: Stela Masson, 22/02/2017

Voltar para Notícias