Romeu Sassaki recebe título de Doutor Honoris Causa

Foto de Romeu Sassaki, um homem pardo de feições orientais, grisalho, usa óculos de aro fino.

Publicado em: 13/12/2021


Considerado por muitos como o “pai da inclusão”, pesquisador, professor e autor de vários livros ganha mais um reconhecimento por sua longa trajetória de luta em favor da inclusão das pessoas com deficiência.

Por Fátima El Kadri 

No dia 6/12, Romeu Sassaki recebeu o título de Doutor Honoris Causa do Conselho Universitário da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Profissional com mais de 60 anos de dedicação à promoção da inclusão das pessoas com deficiência, ele é responsável  pela elaboração de pesquisas, produções teóricas e ações políticas, sendo considerado um dos maiores especialistas da área no Brasil. 

Formado em Serviço Social pela Faculdade Paulista de Serviço Social (Fapss), onde atuou como docente,  participou de diversos cursos nos Estados Unidos e Inglaterra sobre Reabilitação Profissional, por meio de bolsa de estudos concedida pela Organização das Nações Unidas (ONU). 

Romeu Sassaki é considerado uma das pessoas mais relevantes na história da construção de uma sociedade mais inclusiva no Brasil. Em 1979, auxiliou na criação do Movimento das Pessoas com Deficiência e participou da criação da Coalizão Pró-Federação de Entidades de Pessoas Deficientes. Ajudou a elaborar o artigo referente aos direitos das pessoas com deficiência na Constituição Federal de 1988 e escreveu o livro Inclusão: construindo uma sociedade para todos, um dos primeiros livros sobre o tema, trazendo reflexões para a melhoria dos processos de inclusão. 

Além disso, é idealizador do projeto Sociedade Inclusiva: um mundo para todos, site que reúne artigos acadêmicos, vídeos, entrevistas e outros materiais produzidos ao longo desses 60 anos de atuação, tudo com acesso livre e gratuito. 

No início dos anos 90, foi o responsável por trazer a metodologia do Emprego Apoiado para o Brasil, que tem como objetivo analisar o perfil, buscar oportunidades de emprego e fazer a inclusão de pessoas com deficiências mais severas em seu próprio posto de trabalho, invertendo a lógica existente no mercado (incluir para depois treinar), e aumentando, assim, as chances de empregar essas pessoas. 

Em 2014, foi um dos fundadores da ANEA – Associação Nacional de Emprego Apoiado, a qual presidiu até 2016. A associação promove a formação de consultores de Emprego Apoiado em todo o Brasil.

Voltar para Notícias