Seminário debate os desafios e perspectivas do envelhecimento de pessoas com deficiência

Card de fundo branco. No topo, vê-se o logo do projeto Envelhecimento e Deficiência: direitos e políticas públicas. No centro, em destaque lê-se: "Seminário Envelhecimento de pessoas com deficiência: perspectivas e desafios" e, logo abaixo, "18 e 19 de agosto, 14h30 às 17h". À direita, vê-se os ícones de acessibilidade em Libras e audiodescrição. Na lateral esquerda do card, há grafismo retangular de várias linhas brancas circulares concêntricas sobre um fundo degradê azul e lilás. No rodapé, a régua de logos: Realização: Mais Diferenças. Iniciativa: Conselho Estadual do Idoso de São Paulo. Parceria: Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social. Apoio: Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Defensoria Pública do Estado de São Paulo e Núcleo Especializado dos Direitos da Pessoa Idosa e da Pessoa com Deficiência.

Publicado em: 17/08/2021


Evento virtual traz os resultados da pesquisa sobre políticas públicas voltadas para as pessoas idosas com deficiência. 

Cerca de 27% da população idosa do estado de São Paulo tem alguma deficiência, segundo dados do último Censo do IBGE. Desde 2019, a organização Mais Diferenças realiza pesquisa e mapeamento das políticas públicas voltadas para essa população, em 43 municípios da região de Campinas. E os resultados desse trabalho serão apresentados no seminário Envelhecimento de pessoas com deficiência: perspectivas e desafios, que acontece nos dias 18 e 19 de agosto, das 14h30 às 17h, com transmissão ao vivo no canal da Mais Diferenças no youtube.

Não é necessário se inscrever e os participantes receberão certificados. A pesquisa faz parte do projeto “Envelhecimento e deficiência: direitos e políticas públicas”, financiado pelo Fundo Estadual do Idoso e realizado em parceria com o Conselho Estadual do Idoso e as Secretarias de Estado de Desenvolvimento Social e dos Direitos das Pessoas com Deficiência. 

A mesa de abertura do seminário terá participação das secretárias estaduais Célia Parnes (Desenvolvimento Social) e Célia Leão (Direitos da Pessoa com Deficiência); de Tomas Lucio Freund, presidente do Conselho Estadual do Idoso; Letícia Peres Françoso, presidente do Conselho Estadual para os Assuntos da Pessoa com Deficiência; e Carla Mauch, coordenadora geral da Mais Diferenças.

No primeiro dia do evento, acontece a mesa que dá nome ao seminário e que conta com a participação de Izabel Maior, médica e ex-secretária nacional de Promoção dos Direitos das Pessoas com Deficiência; e Renata Tibyriçá, defensora pública e coordenadora do Núcleo dos Direitos da Pessoa Idosa e Pessoa com Deficiência da Defensoria Pública de São Paulo. A mediação será feita por Marco Pellegrini, ex-secretário nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

A pesquisa Envelhecimento e Deficiência: Direitos e Políticas Públicas será apresentada por:

Thaís Martins, coordenadora de Pesquisa e Advocacy da Mais Diferenças, no dia 19 de agosto. O debate conta com a presença de Maria Aparecida Gugel, subprocuradora do Trabalho e vice-presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público de Defesa dos Direitos dos Idosos e Pessoas com Deficiência; e Marinalva Cruz, diretora de Relações Governamentais e Empregabilidade da Turma do Jiló.

Na sequência acontece o painel Políticas públicas para a população com deficiência idosa: boas práticas na Drads de Campinas com participação de Andréa Dias Lizun, secretária municipal de Assistência Social de Jaguariúna; Maria Brant, gestora da Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social de Jundiaí; e Livia Rech de Castro, psicóloga e consultora no Centro Síndrome de Down Campinas; e.medição de Fabiana de Macedo, gestora em Saúde na Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

O evento é uma realização da Mais Diferenças, em parceria com o Conselho Estadual do Idoso, as Secretarias de Estado de Desenvolvimento Social e dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, e apoio da Defensoria Pública do Estado de São Paulo. Confira a programação completa em: bit.ly/ProgramacaoEnvelhecimentoDeficiencia.

Voltar para Notícias